HISTÓRIA E HISTÓRIAS DA RÁDIO ACÁCIA

Era verão de 1999 e num final tarde calorento, a convite do Valmor nos encontramos com Vergara, Salgado e Nilson atrás da antiga capelinha do Algarve, hoje paróquia Santa Edwiges, para embarcar no sonho de construir nossa rádio comunitária. Com uma antena na ponta de uma taquara, transmissor e alguns equipamentos emprestados pela Obirici FM de Porto Alegre e um microfone, fizemos a primeira transmissão de radio, que hoje faz parte da história da primeira rádio de Alvorada.

Naquele dia histórico, enquanto alguns transmitiam mensagens e abraços para os moradores do bairro, percorríamos as ruas, bares e lancherias, pedindo que sintonizassem em 88,1MHZ a rádio do Algarve. Sim, foi nessa frequência que transmitimos por algum tempo, até a legislação determinar o uso exclusivo do atual 87,9MHZ, para todas as regiões metropolitanas do país. Transmitindo experimentalmente nos finais de semana, pulávamos de casa em casa, de entidade em entidade pelo tempo que nos permitissem, enquanto em reuniões encaminhávamos as documentações necessárias para a tão sonhada outorga.

Então, naquela segunda-feira dia 19 de abril de 1999, noventa e seis pessoas fundaram o CONSELHO CULTURAL EDUCATIVO COMUNITÁRIO, que ficou conhecido como CONCEC, gestor da RÁDIO ACÁCIA FM. Ah! De onde saiu esse nome? Sugeri este entre outros nomes citados, que acabou sendo aceito, já que a região era um antigo mato de acácias e dessa maneira contemplaria todos os bairros envolvidos. Ainda vemos uma acácia aqui outra ali protegendo plantas menores do Sol para, que cresçam e floresçam, assim como a nossa Acácia que serve de abrigo para os sonhos de uma sociedade justa e igualitária.

Quase dez anos se passaram e quando finalmente naquela sexta-feira 19 de setembro de 2008, o Diário Oficial da União informava no cantinho direito da página 9, que estava outorgado o CONCEC, para exercer o serviço de radiodifusão comunitária. Surgia assim, a ZYU 395, Rádio Acácia FM, emissora do Serviço Nacional de Radiodifusão Comunitária, 87,9, a primeira de Alvorada.

Nesses muitos anos de existência muita gente participou e deu sua contribuição para a conquista desse veículo de transformação da sociedade e com certeza ficaram na história, assim como seus programas e o seu amor pelo voluntariado a serviço da comunidade alvoradense. Bem, mas isso é outra história que contamos pra vocês outro dia… A INCLUSÃO SOCIAL COMEÇA PELA LIBERDADE DE EXPRESSÃO!

Deixe sua mensagem