Terça-feira, dia 28 de novembro, o CTG Amaranto Pereira encerrou com chave de ouro uma penca de eventos culturais alusivos aos seus primeiros 24 anos de fundação, de história, tradição, cultura regional na nossa comunidade – o Jardim Algarve e imediações. E a Rádio Comunitária Acácia FM, a primeira de Alvorada, por intermédio do âncora do Programa Gritos do Quero Quero – Valdemar Engroff, se fez presente.

Fazendo um resgate, o CTG programou e realizou no dia 04 de novembro o grande fandango de posse da nova patronagem, capitaneada pelo casal patrão Adair e Lúcia Rocha, tendo na animação do Grupo Marca de Campo. E na parte cultural, foram programados e realizados os seguintes eventos:

  • Dia 01 – tivemos a oficina de declamação com Joseti Gomes;
  • Dia 08 – foi realizada a oficina de nós de lenço, com Lairton Santos;
  • Dia 15 – aconteceu a oficina Cerimonial de Protocolo, com Cezar Tomazzini;
  • Dia 21 – realizou-se a palestra “A Importância do Jovem no Tradicionalismo” por Natália Rodrigues;
  • Dia 28 – aconteceu a palestra “História do CTG Amaranto Pereira”, que foi organizada pelas prendas e peões do CTG. E foi este evento que teve a cobertura da Rádio Acácia FM.

Então, são 24 anos de tradicionalismo, de cultura, de luta, feita por peões e prendas desta comunidade, oriundos dos mais distantes rincões desta terra que chamamos de mundo. Tudo começou em 1993, com um abaixo assinado que correu as ruas do então pacato bairro Jardim Algarve, num total de 516 assinaturas em prol de uma entidade tradicionalista na comunidade.

E neste último evento, dia 28 de novembro, diversas pessoas deram os seus depoimentos sobre a história do CTG, entre os quais os ex patrões José Carlos Dornelles e Ocimar de Oliveira Charão; a ex prenda regional estadual Gabriele Pio; a Anita 2017 do Movimento local Gladis Terezinha Dornelles; o Gelsinho (Bito);  o comunicador da Rádio Acádia FM Valdemar Engroff (também colunista do Jornal A Semana e Jornal de Alvorada) e os peões de crachás e prendas de faixas da entidade: Daniele Coronetti; Karine Olszeski; Murilo Degasperi; Virginia Mota; Vitoria Matos; Maite Costa; Kauana Ribeiro; Edilson Bica; Gabriela Moscon; Lara Blumberg; Jeferson Ribeiro e o Hariel Fagundes.

Nosso comunicador fez alguns registros em retratos como segue:

[FAG id=729]

E uma penca de vídeos com os depoimentos dos que fizeram e fazem a história desta entidade tradicionalista, o CTG Amaranto Pereira:

O primeiro depoimento foi do ex patrão José Carlos Dornelles:

.

Depoimento do ex-patrão José Carlos Dornelles

.

Após, tivemos o depoimento do ex patrão Ocimar de Oliveira Charão (Lula), também foi subcoordenador do tradicionalismo local e conselheiro da Primeira Região Tradicionalista:

.

Depoimento do ex-patrão Ocimar de Oliveira Charão

.

A seguir tivemos os registros em vídeo de peões e prendas do CTG Amaranto Pereira, que fizeram o resgate histórico nas diversas áreas, como na parte artística, nomes de ruas de tradicionalistas, “o negócio foi fechado na portaria do Amaranto”, prendas e peões desde a fundação da entidade, quem foi Amaranto Pereira, como segue:

.

Resgate histórico realizado pelas prendas e peões do CTG Amaranto Pereira – Parte 01

.

Resgate histórico realizado pelas prendas e peões do CTG Amaranto Pereira – Parte 02

.

Resgate histórico realizado pelas prendas e peões do CTG Amaranto Pereira – Parte 03

.

Resgate histórico realizado pelas prendas e peões do CTG Amaranto Pereira – Parte 04

.

Resgate histórico realizado pelas prendas e peões do CTG Amaranto Pereira – Parte 05

.

Resgate histórico realizado pelas prendas e peões do CTG Amaranto Pereira – Parte 06

.

O nosso comunicador também fez o registro em vídeo do depoimento da Anita 2017, a Gladis Terezinha Dornelles, que fez um brilhante trabalho perante o tradicionalismo local, em praticamente todas as entidades do município:

.

Depoimento de Gladis Terezinha Dornelles

.

E o CTG Amaranto Pereira tem o orgulho em ter nos seus quadros uma prenda que galgou o prendado regional e estadual. Então o nosso comunicador fez o registro do depoimento da prenda e atual diretora cultural do CTG Gabrielli da Silva Pio:

.

Depoimento de Gabrielli da Silva Pio

.

E para encerrar, o Valdemar Engroff fez o registro do depoimento do patrão Adair Rocha, que, como disse, não tinha mais palavras para dizer a respeito do resgate feito nesta noite. E que a partir de agora, o CTG vai pensar e projetar um grande evento cultural no mês de aniversário, quando da comemoração do seu Jubileu de Prata:

.

Depoimento do atual patrão Adair Rocha

.

Nosso comunicador deixa registrado que, o evento foi organizado pelas prendas e peões do CTG, gestão 2017/2018. E a coordenação do mesmo nesta noite foi sob responsabilidade da Daniele Coronetti.

Até a próxima oportunidade gauchada do Rio Grande e de toda esta terra em redor que chamamos de mundo!

Valdemar Engroff
Tradicionalista e Comunicador.

Deixe sua mensagem