Salve meus amigos!!
O mês de novembro é um mês muito especial para a capital gaúcha! É o mês da Feira do Livro!! Um ambiente fantástico, com um universo de histórias, emoções, crônicas e mais uma infinidade de coisas!! Nesse ano são vinte dias de muita movimentação, dando muito mais vida a nossa tradicional Praça da Alfândega. Gente culta, interessante, curiosa, enfim, se encontram em cada cantinho desta feira, que iniciou no dia primeiro , com término no dia 19 de novembro.

whatsapp-image-2017-11-17-at-00-18-471

A patrona da Feira deste ano é a escritora Valesca de Assis, que afirmou que é a Feira da resistência, que visa o humanismo antes do lucro.

Estive presente no dia 2 de novembro na praça de autógrafos para conversar com a Professora Letícia Hoppe, idealizadora do livro “Empreendedorismo Feminino“, um livro que conta as experiências e persistência de 23 mulheres que empreenderam e servem de exemplo as demais. Conversei com a Maiara Monteiro, uma empreendedora, bem focada. Parabéns as meninas pelo excelcente trabalho, que recebeu menção de destaque na feira.

No dia 15 de novembro, voltei a praça de autógrafos e o que me chamou a atenção, foi a presença de Milton Ferretti Jung, um dos maiores narradores do país! Dono de uma inconfundível e marcante voz, narrava futebol e fazia a locução de noticiários como poucos, um mito!! Milton Jung.

O Milton foi um cara que construiu e solidificou uma carreira no rádio de 60 anos, 56 anos só de Rádio Guaíba, o que prova que Milton Jung era um craque dos microfones!!

Pensando em resgatar toda essa trajetória, a Jornalista Kátia Hoffman escreveu o livro: “Milton Ferretti Jung Gol Gol Gol” onde inclusive, Katia vai buscar na casa de Milton arquivos de familia que mostram a intimidade deste homem que era simples, tranquilo, acessível, mas quando estava na frente de um microfone, virava um leão, que brigava pela melhor forma de colocar no ar uma notícia com perfeição. Katia, que trabalhou ao lado de Jung, conta uma passagem do livro em que Milton trabalhava na Rádio Canoas e lá ele lia recadinhos amorosos e a mulherada não se apaixonava!!

Conversei com João Bosco Vaz, que também trabalhou com Jung e tem muitas histórias para contar, na época em trabalhou com Milton como plantão do interior, no departamento esportivo da Guaiba.

Por fim, conversei com Milton Junior, o filho, que atualmente trabalha na CBN em São Paulo. Senti todo seu entusiasmo e emoção ao falar da vida de seu pai, o orgulho e a satisfação de tê-lo ao seu lado e da familia com seus 82 anos completos no último dia 29 de outubro…

E olha gente, que só contei 2 histórias dessa fascinante e apaixonante Feira do Livro de Porto Alegre.
Um abraço!!!

Deixe sua mensagem